Cuidados ao viajar!

Oi pessoal! Quem aí costumar sempre viajar, principalmente para aproveitar as férias?

Hoje vou falar de algumas dicas para quem costuma ir à outras cidades, em um passeio ou à trabalho.

Vocês já sabem que é muito importante estar em dia com as vacinas, né?

As principais são a de Tétano que é dada aos bebês a partir de 2 meses, em 5 doses, sendo a última aos 5 anos de idade. Depois são doses de reforço pelo menos a cada 10 anos de intervalo. A vacina que protege de Tuberculose é dada na maternidade para todos os bebês, é aquela bem conhecida pela marquinha no braço, BCG. A vacina para Hepatite A, geralmente não está disponível em rede pública, mas pode ser administrada em crianças á partir de 1 ano de idade. Já a de Hepatite B, é necessária mas passou a ser administrada rotineiramente só depois de 1.998 no Brasil, também é dada na maternidade e outras 2 doses são necessárias até o sexto mês do bebê. Então quem nasceu antes 98, é melhor conferir se recebeu essa vacina. A de Febre Amarela tem validade por 10 anos e pode ser administrada em crianças á partir de 9 meses.

Gente e o mais comum quando viajamos são as picadas de mosquito né! Os que mais contaminam são: O Aedes Aegypti, aquele que todo mundo conhece por transmitir a dengue, mas ele também pode transmitir a Zika, Chikungunya e febre amarela. Esse mosquito tem hábitos diurnos, prefere sair picando no início da manhã e no final da tarde. O Anopheles, transmite a malária que é mais comum no Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins, pois esses mosquitos preferem especialmente, áreas próximas de rios ou onde haja bastante água. O Barbeiro é um nome popular para o mosquito que transmite a Doença de Chagas, mais comum nas regiões Norte e Nordeste do Brasil. E o mais importante é que além da picada, essa doença também pode ser transmitida em alimentos contaminados com as fezes do mosquito. Então fiquem atentos a alimentação também. O mosquito transmissor da Leishmaniose, tem o nome popular de Birigui ou Mosquito Palha, não é muito conhecido mas pode ser fatal. E a única forma de prevenir é evitar a picada.

Então vamos falar sobre algumas dicas de repelentes para evitar picadas de qualquer mosquito. Use repelentes de insetos que contenham icaridina com 20 ou 25% de concentração, porque são mais eficazes e podem durar até 10 horas, mas repita a aplicação de qualquer repelente de acordo com a duração de cada um, sempre que tomar banho ou se molhar, mesmo que com suor. É importante tomar cuidado com a aplicação, pode dar irritação se for perto dos olhos, nariz e boca.

Ah e para quem tem crianças e precisam viajar, há também repelentes específicos para bebês á partir de 6 meses tá?! Antes de completar essa idade já não há estudos que garantem a segurança e proteção. Então sempre procurem seu médico, só ele pode indicar o que é melhor para cada caso específico.

Gostou da dica?

Vai acompanhando minhas redes sociais @dracintiacunha que vou sempre postando novidades para vocês.

Beijos.

Dra. Cintia Cunha

comments

Postagens Relacionados

;