Dermamelan: peeling para tratar manchas na pele, especialmente o melasma

Uma borracha mágica que faça esse serviço ainda não existe. Em compensação, temos o Dermamelan, um potente creme despigmentante, que pode realmente amenizar as manchas na pele. Na estação mais fria do ano redobro o estoque de Dermemelan na Clínica Dra. Cintia Cunha para conseguir atender todos vocês. Essa é a minha principal escolha na hora de tratar o melasma, um tipo de hiperpigmentação da pele que é comum em mulheres, especialmente durante e depois da gravidez.

dermamelan

Por que aparecem manchas na pele?

Os motivos mais frequentes do aparecimento das manchas são a exposição solar – sem proteção. Eu sempre falo aqui que filtro solar é um produto indispensável no nosso dia a dia de vocês. Outro dia fiz um post ensinando o passo a passo para escolher um bom filtro solar e como reaplicar, clique aqui.

Já o melasma, essas manchas escuras que geralmente marcam a maçã do rosto, testa ou buço e, às vezes, outras partes do corpo como os antebraços, continua sem causa definida. Hoje sabemos que é muito mais do que uma simples mancha ou um simples aumento da produção de melanina. Algumas mulheres, a partir dos 30 anos, podem até desencadear o melasma devido a alterações hormonais que desregulam a produção e distribuição da melanina. Depois vou fazer um post para aprofundarmos neste assunto, ok?

Dermamelan no tratamento do melasma

O melasma não tem cura, mas tem controle. Anteriormente comentei que na Clínica Dra. Cintia Cunha redobro nosso estoque do produto porque a procura realmente aumenta nessa época. O que o peeling faz? O grande diferencial desse peeling europeu é o fato dele não só descamar a pele como a maioria dos outros peelings. Ele também reduzir a produção das manchas, pois agem nas células inibindo a produção de pigmento. Por isso o resultado é tão interessante. O número de sessões pode variar de três a quatro o paciente ter bons resultados. É claro que aliar este tratamento aos cremes certos faz toda diferença. Gosto de associar diversos tipos de clareadoras e tenho notado boa resposta.

Recomendo bastante as fórmulas que combinam ácido retinoico e hidroquinona. Esses ativos podem controlar o melasma com eficácia a partir de uma simples consulta ao dermatologista. Uma boa indicação vai depender do tipo de pele, da profundidade da mancha e de fatores individuais examinados na consulta.

Inclusive no último Congresso Americano de Dermatologia comentaram que usar hidroquinona duas vezes por semana, mesmo por tempo prolongado, é seguro. Mas só usem sob orientação do dermatologista de vocês, tá?

Meninas, cada pele pede um tratamento específico. Somente o dermatologista poderá fazer um diagnóstico preciso e propor um tratamento adequado ao seu problema. Os posts que escrevo aqui têm o objetivo de orientar vocês e informar sobre os novos tratamentos e métodos.

VEJA MAIS DETALHES NO VÍDEO

Espero de verdade tem ajudado vocês. E lembre-se de que nada substitui a consulta com o profissional responsável.

AQUI MAIS POSTS QUE VOCÊ PODE GOSTAR

_ Como clareio meu melasma com peeling químico Dermamelan 

_ 3 fatores pouco conhecidos que podem piorar o melasma

_ Qual o melhor protetor da ROC para melasma: Minesol Oil Control sem base, com base ou Tinted?

Beijos,

Dra. Cintia Cunha

comments

Postagens Relacionados

;