Especialista fala sobre a drenagem linfática no pós-operatório

Continuando a nossa série sobre drenagem linfática vale a pena você conhecer os benefícios dessa massagem no pós-operatório. Quantos dias após a cirurgia plástica devo fazer? Existe um número ideal de sessões? Convidei a Daniela, fisioterapeuta e especialista no assunto para ajudar quem está prestes a enfrentar a primeira plástica e tem dúvidas e inseguranças sobre a recuperação. Afinal, essa massagem é muito indicada na pós-cirurgia! Esperamos poder te ajudar!

drenagem linfática no pós-operatório

Eu fiz um jogo de perguntas e respostas pra Dani responder sobre a drenagem como alternativa na recuperação pós-cirúrgica. Confira!

Quais os benefícios da drenagem linfática no pós-operatório?
R:
A drenagem é uma alternativa de tratamento para pacientes que querem se recuperar de cirurgias, como lipoaspiração, abdominoplastia, lifting facial, prótese mamária ou mamoplastia. A técnica pode reduzir o inchaço causado pelo procedimento, pode diminuir a dor, hematoma e fibrose, e também pode melhorar a circulação e ajudar na cicatrização, evitando complicações.

Quantos dias após a cirurgia plástica devo fazer?
R:
Não existe uma regra. O cirurgião plástico ou médico responsável irá avaliar as necessidades de cada caso e encaminhar, no momento certo, para fisioterapeuta.

Por que estimular o sistema linfático é tão importante no pós-cirúrgico?
R:
Pense no nosso corpo como um emaranhado de ruas e avenidas, é assim que se parece o nosso sistema linfático (imagem abaixo). Diferente da circulação sanguínea, que conta com o coração como uma potente bomba, o sistema linfático depende, principalmente, da contração muscular para poder circular.

E o que acontece quando o nosso corpo está se recuperando de uma cirurgia? Ele precisa de mais oxigênio, nutrientes e células imunológicas e, consequentemente, mais circulação. O que a drenagem linfática faz é estimular o organismo durante todo este processo. Entenderam?

A drenagem no pós-operatório é diferente da drenagem estética?
R:
Sim! Um profissional capacitado e atualizado das técnicas saberá os pontos específicos e a pressão das mãos em cada área cirúrgica em pacientes de lifting facial, abdominoplastia, mamoplastia, entre outros. No pós-operatório a drenagem é diferente porque precisa ser adaptada ao local onde a linfa será aplicada, mudando o trajeto linfático devido a intervenção cirúrgica. Não é aconselhado drenar a linfa para o corte da cirurgia. As manobras também são diferentes seguindo a anatomia e fisiologia do corpo.

Quais são as contraindicações?
R:
A drenagem linfática não é recomendada para pacientes com câncer, febre, afecções cutâneas, processo infeccioso, trombose venosa profunda, hipertireoidismo e insuficiência cardíaca.

Quantas sessões são necessárias?
R:
A partir de 10 sessões.

Espero ter ajudado vocês com essa aula da Dani, a fisioterapeuta da clínica. Sempre antes de iniciar qualquer tratamento converse com o seu médico ou com profissionais da sua confiança para ver o que é indicado para você ou sugerido para o seu caso.

Drenagem linfática é um tratamento sério e que não pode ser feita de qualquer jeito ou em qualquer lugar. Segurança sempre em primeiro lugar.

VEJA MAIS POIS QUE VOCÊ PODE GOSTAR:

_ Sete maiores mitos e verdades sobre a drenagem linfática

_ Drenagem linfática na gravidez + fisioterapeuta convidada

Beijos,

Dra. Cintia Cunha

comments

Postagens Relacionados

;