A evolução no tratamento do melasma – Cisteamina

Oi, pessoal! Vou contar para vocês sobre a Cisteamina, alguém aí já ouviu falar? A Cisteamina foi lançada no último congresso em Paris, o IMCAS, e desde então muita gente procura saber onde comprar. No Brasil, ainda não tem o produto disponível na forma pronta, mas existe na fórmula manipulada. O seu dermatologista vai prescrever para você na concentração adequada para o seu tipo de pele.

 

A Cisteamina é um ativo que age como corretor de pigmentos, reduzindo a melanina na epiderme, corrigindo o melasma e a hiperpigmentação pós-inflamatória. A sua eficácia tem sido discutida nos principais congressos dermatológicos e revistas científicas, mostrando que seu uso é muito eficiente e seguro. É um produto de uso tópico, deixa por algumas horas e depois remove. Não é um produto para ser aplicado durante a noite toda.

 

A Cisteamina é produzida a partir do aminoácido L-cisteina.

 

cisteamina

 

O que é a L-cisteina?

É um antioxidante endógeno e está naturalmente presente em todas as células de mamíferos. Os relatos de uso dessa substância mostram resultados perceptíveis após 6 semanas de aplicação.

 

Benefícios:

Além da diminuição significativa das manchas de melasma, ele não é cancerígeno nem fotossensibilizante. A substância é bem tolerada na pele, é biocompatível e teve sua eficácia comprovada, inclusive em pacientes com melasma resistente e melasma epidérmico.

 

A Cisteamina diminui a produção de melanina desde o início do processo. Quem, assim como eu, sofre com essas manchas, sabe que é uma luta contínua, já que o melasma não tem cura! O que funciona é um tratamento personalizado de acordo com a necessidade, o tipo de pele e o estilo de vida de cada um.

 

Eu acredito que a Cisteamina sozinha não resolverá todo o problema. Associar outros tipos de clareadores ou antioxidantes e procedimentos médicos feitos em consultório é fundamental para obter um resultado melhor no controle das manchas ao longo dos anos.

 

Espero que tenham gostado! E se quiserem mais dicas, coloquem nos comentários que depois farei outro post para vocês 😉

 

Beijos,

Dra. Cintia

comments

Postagens Relacionados

;