Microagulhamento robótico usa agulhas de ouro e radiofrequência para rejuvenescer a pele

Oi, meus amores. Cheguei com uma novidade que acaba de ser lançada no Brasil. Quer ter a pele mais uniforme e rejuvenescida, sem rugas e manchas? Então vem comigo descobrir tudo sobre esse novo aparelho que associa o microagulhamento à radiofrequência!

microagulhamento

O microagulhamento robótico, como é conhecido na Clínica Dra. Cintia Cunha, pioneira em trazer para Uberlândia este aparelho, consiste em microperfurações que emitem radiofrequência agindo como estímulo natural a produção de colágeno e elastina. Uma opção única em procedimentos para face e corpo.

Estou adorando esse novo aparelho! Além de poder ser associada à técnica de drug delivery, tratamento que deposita ativos e substâncias terapêuticas específicas nas camadas mais profundas da pele, ainda pode ser indicado para pacientes de pele negra.

Quais as principais indicações?

As principais indicações do microagulhamento robótico são envelhecimento da pele, cicatrizes de acne, de queimadura, cirúrgicas, entre outras aplicações. A técnica também  pode ser indicada para o tratamento de estrias, melasma, melhora da textura da pele (poros dilatados), rugas no colo, flacidez no pescoço, bolsa abaixo dos olhos e pálpebras.

Qual a ação desta técnica?

Se você ainda não conhece o IPCA – Indução Percutânea de Colágeno – precisa conhecer.

Injuria – primeira fase: ao introduzir a agulha, há um machucado (uma injúria) e aí o sangramento com liberação de plaquetas, neutrófilos e fatores de crescimento;

Cicatrização – segunda fase: formação de novos vasos, proliferação de fibroblastos (que irão produzir colágeno), produção de colágeno tipo 3, elastina e outras substancias. 5 dias depois do IPCA já se começa a depositar colágeno novo;

Maturação – terceira fase: o colágeno tipo 3 vai se tornando colágeno tipo 1, que é mais duradouro, e acredita-se que pode durar por anos. Por isso que os benefícios do tratamento podem ser mais duradouros, uma vez que o processo regenerativo progressivo e gradual tende a melhorar e ampliar os efeitos percebidos ao longo dos meses seguintes à sessão de tratamento.

Essa nova tecnologia de microagulhamento robótico faz tudo o que o IPCA faz só que com um grande diferencial. Primeiro: não dói tanto porque as agulhas são de ouro, com alta tecnologia e com sistema que reduz a dor na penetração. Além disso, as agulhas ao penetrarem na pele emitem um disparo de radiofrequência multipolar. E aí existe uma energia intensa depositada profundamente na pele que pode levar a uma produção intensa do colágeno. Bom né?

microagulhamento

Os 5 maiores benefício para a pele

Amores, essa nova tecnologia de microagulhamento robótico com radiofrequência multifocal é top. Entre os seus benefícios que eu mais gosto estão:

1 – Ele ativa as células que produzem colágeno;

2 – Permite recuperação rápida (média de um a dois dias);

3 – Pele fica mais resistente e espessa (ao contrário do laser fracionado que deixa a pele mais sensível);

4 – Trata flacidez, rugas, cicatrizes de todo tipo, ajuda a veicular ativos (drug delivery) e ainda contribui no tratamento do melasma;

5 – Serve para qualquer cor de pele, inclusive a pele negra, que hoje no mercado existem poucas opções em tratamentos, e até mesmo áreas com poucas glândulas como colo, testa. Ainda pode ser feito nos braços, coxas, abdômen e qualquer outra área;

A única desvantagem, a meu ver, é que é técnico dependente, ou seja, só funciona bem se for feito com critério e técnica adequada.

Entenda as diferenças de microagulhamento

Apesar de o Dermaroller (rolinho cheio de agulhas) ter sido mais propagado, requer uma força e pressão uniformes ao longo de toda aplicação, o que é difícil de manter e por isso é difícil uma aplicação totalmente homogênea na pele do paciente. Entenderam?

Outro método disponível é o microagulhamento (ou IPCA) usando a caneta automática Dermapen. Com ela é possível manter pressão e aplicação uniformes pois ela permite a regulação automática do nivel de perfuração da agulha. Porém não emite energia de radiofrequencia. Ajuda muito no clareamento de melasma e cicatriz, e dependendo da necessidade de cada paciente é sim uma opção.

Agora quem procura micoragulhamento associado a energia de radiofrequencia para estímulo intenso do colágeno vai gostar muito do mirocagulhamento robótico, justamente por ele possuir esse diferencial , por emitir essa radiofrequência que gera um aquecimento, um calor e uma ablação dérmica. Isso leva a um estimulo ainda mais intenso de colágeno, de células inflamatórias levando a aumento de colágeno, de volume e até de ácido hialurônico na região. O processo de cicatrização é um pouco mais lento se for colocado um calor muito grande e requer mais cuidados. Ainda assim é um método de recuperação mais rápido do que o laser fracionado, por exemplo.

Quais os cuidados que devem ser tomados pós-procedimento?

Para o pós procedimento, não é necessário remover as crostas, e quando se aplica um drug delivery recomenda-se deixar ele na pele por até 6 a 8 horas e lavar em casa com água e sabonete de uso habitual. Não é necessário entrar com pomadas como bepantol ou repitelizante, a menos que a pele fique sensível. O sol precisa ser evitado de forma direta como praia e piscinas por 1 semana. Dependendo do tipo de injúria (profunda) o paciente precisa evitar o sol por mais tempo. O dermatologista conseguirá orientar os cuidados específicos. O intervalo entre as sessões pode variar de 15 até 30 dias.

Em quanto tempo dá para perceber os resultados?

O IPCA é um método de tratamento que não remove a pele e não queima. Por esse motivo a recuperação pode ser mais rápida, deixando a pele menos sensível a luz, a escurecimento pós-inflamatório e com menor risco de complicações e cicatrizes. Os resultados geralmente são percebidos após 30 dias da primeira sessão. É claro que os efeitos do tratamento variam de pessoa para pessoa e por isso é fundamental a escolha de uma clínica habilitada e capacitada para que o procedimento possa mostrar o máximo de resultado para cada paciente.

Existem contraindicações? Quais?

O procedimento deve ser feito em consultório dermatológico, para que o dermatologista possa avaliar as condições clínicas do paciente, para saber se é possível aplicar esta técnica atender as necessidades desta pessoa. É contra indicado para pessoas com infecções no local da pele, pacientes que usam marcapasso, gestantes e também pessoas em uso de anti coagulantes.

Como todo equipamento saber “pilotar” a máquina é fundamental. Essa belezura chegou há um mês. Eu e minha equipe tivemos treinamento intenso com especialistas. É a nova era chegando por aqui. O que mais vocês gostariam de saber? Me conta nos comentários. Por aqui estamos amando essa nova tecnologia!

VEJA COMO FUNCIONA:

NO TRATAMENTO DE CICATRIZES:

VEJA MAIS POSTS QUE VOCÊ PODE GOSTAR:

_ 3 tratamentos eficazes para estrias encontrados na Clínica Dra. Cíntia Cunha

_ Novidades do Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatológica 2017

_ Dermaroller, microagulhamento, creme noturno e rugas nos olhos ao sorrir (assista no YouTube)

Beijos,

Dra. Cintia Cunha

comments

Postagens Relacionados

;