Quando procurar tratamento dermatológico para queda de cabelo?

Todo mundo gosta de ter cabelos lindos, volumosos e macios, não é? Mas nem sempre as madeixas ficam como a gente gostaria. A gente reclama que o cabelo está caindo, fino e sem volume, recorre às receitinhas caseiras, e nada resolve o problema de uma vez por todas. O cabelo melhora por um tempo, mas depois volta a cair como antes. Acontece com você? E aí, quando procurar tratamento dermatológico para queda de cabelo?

Se você está nesta situação, apavorada com a queda excessiva de fios no banho ou ao pentear o cabelo, está na hora de correr para o dermatologista, de preferência um com experiência na área de doenças dos cabelos e couro cabeludo. Toda queda de cabelo merece ser investigada, pois assim descobrimos a causa, o quanto antes, e também uma forma de paralisamos este processo. Abaixo compartilhei um passo a passo com orientações sobre o seu tratamento. Vem ver!

queda de cabelo
Exame de tricoscopia. Aviso: imagem meramente ilustrativas e não expõe o paciente em real situação de tratamento

Passo 01: consulta médica

O primeiro passo é sempre a consulta médica. Você vai procurar um dermatologista de sua confiança para investigar o que está causando a queda aguda de fios. Na Clínica Dra. Cintia Cunha eu e a Dra. Carolina Mundim adoramos tratar o cabelo porque entendemos que uma investigação minuciosa é fundamental para o êxito do tratamento.

No momento da consulta fazemos perguntas sobre alimentação, hormônios, vitaminas, genética da sua família, doenças recentes, internações, cirurgias, e muito mais. Em seguida encaminhamos o paciente para o exame do couro cabeludo e dos fios com um aparelho que parece uma câmera de grande aumento. O zoom superpotente exibe na TV a imagem aumentada das estruturas que formam os fios de cabelo e do couro cabeludo. A tricoscopia é fundamental para diagnosticar a saúde do cabelo.

Em muitos casos, também solicitamos o exame de sangue para o diagnóstico final da perda de cabelo.

Principais causas para a queda de cabelo

Existem inúmeras causas, por isso é muito difícil indicar produtos online ou tratamento sem antes examinar o paciente presencialmente. Mas escolhi algumas causas principais para comentar aqui.

Pós-parto: é normal o cabelo da mulher cair depois que o bebê nasce. Procure não entrar em pânico porque os fios vão voltar a nascer, mesmo que para isso demore meses e meses. Isso ocorre porque a progesterona, durante a gestação, prolonga a fase de crescimento dos fios que ficam fartos e bonitos, mas logo que o neném nasce o hormônio para de ser produzido e a queda dos fios (que deveria ter ocorrido nos últimos nove meses) vem com tudo. Ainda bem que podemos tratar, não é?

Deficiência de ferro: outro motivo comum é a ferritina baixa. Para quem não sabe a ferritina é o estoque de ferro no nosso sangue. A mulher quando menstrua perde muito ferro pelo sangue da menstruação e nem sempre consegue repor pela alimentação. Neste caso é necessário suplementar o ferro.

Alterações hormonais: a testosterona, hormônio masculino, é a principal causa. A síndrome do ovário policístico (SOP) aumenta a testosterona em mulheres, e este desequilíbrio pode também provocar outros sintomas como amento de acne, pelos e massa muscular.

Envelhecimento: temos também as mudanças de cabelo com o envelhecimento. A qualidade da pele do couro cabeludo sofre mudanças, a circulação reduz no local, os fios mudam, ficam quebradiços e na menopausa, tende a piorar.

Veja outras causas de queda de cabelo: estresse, pós-cirurgias, deficiência de nutrientes, menopausa, sífilis, genética, caspa, oleosidade excessiva no couro cabeludo, troca de anticoncepcionais, medicações antidepressivas, entre outros.

Passo 02: tratamento dermatológico

A queda de cabelo mexe muito com a autoestima da mulher e hoje a medicina evoluiu muito nesta área. Existem várias tratamentos para cabelos saudáveis e volumosos. Escolhi dois deles para explicar como funciona; confira.

Terapia capilar

A terapia capilar estimula o crescimento e fortalece os fios. É feita uma vez ao mês e serve para “acordar” os folículos adormecidos, aumentar a resistência, o brilho e a saúde do cabelo.

É normalmente indicada quando o cabelo não cresce, nunca passa daquela altura, parece fraco e quebradiço, sabe? Nesses casos o tratamento melhora a oxigenação do couro cabeludo, a qualidade do colágeno e aumenta o aporte de vitaminas e minerais para aquela área. Com isso o cabelo tem mais chance de desenvolver.

led terapia capilar
Led terapia capilar. Aviso: imagem meramente ilustrativas e não expõe o paciente em real situação de tratamento

Como é feita

O tratamento é dividido em três etapas. Primeiro aplicamos um gás estéril que irá oxigenar o couro cabeludo, melhorando a circulação local e a chegada de nutrientes vindos da sua alimentação – por isso, tenham uma alimentação nutritiva. Nutrir é diferente de comer.

Em seguida aplicamos no couro cabeludo vitaminas, minerais e fatores de crescimento (tudo injetável) para agir diretamente no bulbo capilar, fortalecendo e estimulando o nascimento e crescimento de novos fios.

E por fim é feito o Low Level Laser Diodo – conhecido como LED Terapia capilar. Esse é um aparelho que vai agir fechando as cutículas do cabelo para dar mais brilho e resistência, vai estimular a produção de energia pela sua pele para que os fios cresçam mais rapidamente e ainda pode ajudar no combate de infecções locais.

Em resumo, terapia capilar é isso, um tratamento que recupera saúde, vitalidade, força, brilho, estimula crescimento, mas eu sempre digo que é um tratamento que precisa ser feito sobre recomendação médica e que cada caso responde à sua maneira.
Duração: todo o processo que expliquei acima, de terapia capilar, demora em torno de 1 hora, dói muito pouco, mas acredite, é bem tolerável.

Outras indicações de terapia

Envelhecimento: lembram que contei acima que o cabelo também envelhece? Então a terapia capilar ajuda muito a recuperar a saúde do cabelo, luminosidade, maciez, resistência e volume que perdemos com o envelhecimento.

Agressões químicas: descoloração e escova progressiva deixam os fios danificados, com pontas duplas, frágeis e mais propícios à queda. Então também é uma boa hora para procurar tratamentos que fortaleçam e aumentem a resistência do cabelo às agressões externas, como a terapia capilar. É claro que a parte toda danificada não melhora por completo, mas um fio novo e resistente pode crescer mais bonito, saudável, e com crescimento até mais acelerado. Assim, logo logo você corta aquelas pontas feias, reduz a química (porque cabelo nenhum resiste a tanta agressão, né?) e curte um cabelo mais bonito.

Queda acentuada: é indicada também quando o cabelo está em queda acentuada, pois ajuda a cortar esse ciclo de queda.

Microagulhamento robótico capilar

O microagulhamento robótico, geralmente usado para rejuvenescer a estimular o colágeno na pele, pode também ser usado para tratamentos capilares. No 30º Congresso de Cirurgia Dermatológica em Belo Horizonte, em abril deste ano, foram divulgadas pesquisas que compravam que o tratamento ajuda na estimulação dos fios, em casos de difícil resposta.

microagulhamento capilar

Como é feito

São realizadas sessões mensais que podem ser feitas juntamente com a terapia capilar tradicional. Microagulhas de ouro perfuram a pele, e emitem ali uma radiofrequência leve que irá tratar a qualidade do couro cabeludo, e a pele mais saudável dará origem a fios também mais saudáveis. A quantidade de sessões de microagulhamento no couro cabeludo varia de acordo com a gravidade de cada caso.

Considerações finais: cada médico desenvolve seu protocolo de acordo com sua experiência, e não existe formula mágica. Cada caso é um caso e responde de maneira individualizada. Embora a maioria dos pacientes apresentem bons resultados com a terapia ou o microagulhamento capilar, tem sempre casos mais resistentes que precisam de mais investigação ou de outros tratamentos.

Não existe milagre. Existe ciência, estudo e medicina por traz de todo tratamento bem sucedido. A consulta com dermatologista é fundamental bem como os exames, acompanhamento detalhado de perto, tudo isso faz parte do tratamento. Evitem automedicação e se cuide o quanto antes.

Espero ter ajudado e se quiserem mais posts coloque pra mim nos comentários, vou amar escrever para vocês!

VEJA MAIS POSTS QUE VOCÊ PODE GOSTAR:

_ Qual o melhor tratamento para queda de cabelo e calvície?

_ Como cuidar bem do cabelo na gravidez

_ Guia completo de como crescer o cabelo com luzes e mechas

 

VEJA UM VÍDEO SOBRE O ASSUNTO:

QUEDA DE CABELO? TIRAMOS AS SUAS DÚVIDAS

comments

Postagens Relacionados

;