Estrias

Tratamentos

As estrias são causadas pelo estiramento mecânico exagerado da pele. Quando estamos na fase de crescimento, quando engordamos exageradamente ou mesmo durante a gravidez, muitas vezes, a pele não consegue acompanhar esse crescimento exagerado, e se rompem essas mal traçadas linhas que tanto podem prejudicar a autoestima de homens quanto de mulheres.

Um estudo mostra que as estrias acometem aproximadamente 70% das mulheres e 20% dos homens. Uma das principais épocas para o aparecimento é na gestação. Mulheres que engravidam após os 31 anos de idade tem 70% menos risco de desenvolver as temidas estrias. Isso porque a pele já está mais madura e tem mais capacidade de se ajustar ao crescimento da barriga. Por isso, mulheres jovens, principalmente abaixo dos 20 anos, são as mais suscetíveis a desenvolver as estrias durante a gestação. A chance é de aproximadamente 70%. 

Os principais locais que podem aparecer as estrias são seios, abdômen e culotes. O fator genético também pode influenciar variando de pessoa a pessoa. Normalmente existe uma pré-disposição individual que também influi no aparecimento das lesões. 

Mas esse não é um privilégio só das mulheres. Homens também podem ser acometidos. O aparecimento das lesões, neste caso, pode estar relacionado ao estirão do crescimento ou atividades físicas como musculação. Tenha cuidado, hipertrofia muscular intensa, exagerada e de forma rápida, pode não permitir que a pele se adapte ao novo volume muscular e o estiramento da pele, podendo contribuir para o aparecimento de estrias. Os locais mais comuns nos homens são nos braços e nas costas. 

 Muitas adolescentes também podem notar o surgimento das estrias logo após o início da adolescência. Nádegas e seios são os locais mais comuns, variando de pessoa a peessoa. Evitar o efeito sanfona também é fundamental como medida de prevenção.

E como tratar esse problema?

Devemos ter em mente que no caso das estrias o tempo é fundamental. As estrias quando aparecem são jovens e avermelhadas. Estas merecem tratamento o mais rápido possível, pois podem melhorar em uma média que pode variar de 70% a 80% seu aspecto, de pessoa a pessoa. Com o tempo, as lesões tendem a cicatrizar, adquirindo aspecto pálido e fibrótico. Nesta fase a melhora com os tratamentos é mais restrita. Em média que pode variar de 40% a 50%, de pessoa a pessoa.

Não existe uma única técnica capaz de tratar totalmente as estrias. Costuma-se recomendar a combinação de técnicas para resultados mais globais. E não existe creme capaz de tratar completamente as estrias. Tratamento médico é necessário. Carboxiterapia, peeling e laser fracionado estão entre as opções no mercado. 

Não adianta pressa. O tempo médio de tratamento pode variar de quatro a cinco meses, de pessoa a pessoa. Todo tratamento consiste em auxiliar na produção de colágeno podendo atenuar as lesões.

Para se prevenir, evite sempre ganho de gordura corporal exagerado, durante a gravidez evite adquirir mais de 15 kg, pois isso também pode aumentar as chances de adquirir as lesões. Beba bastante líquido e hidrate adequadamente a sua pele. O importante é ter hábitos de vida saudáveis. 

Recomenda-se realizar uma avaliação para, junto ao dermatologista, definir o tratamento a ser seguido. Mais informações pelo telefone 34 3236-0500.

Conheça um pouco mais

16/05/2016
Assista ao vídeo: tudo sobre estrias

X